7 coisas que é preciso fazer antes de viajar ao Japão

São muitas as dúvidas sobre o que é preciso fazer antes de viajar ao Japão. Além de se organizar para tirar o visto, pesquisar passagem aérea, decidir se leva dinheiro e cartão de crédito, existe a tal da check-list da mala. Por isso, o blog conta com este guia para te dar uma (super) ajuda! Confira as dicas de preparativos para sua viagem! 😉

Osaka Castelo de Osaka Japao

Visitei o Castelo de Osaka em minha viagem ao Japão (foto: Tatiana Maebuchi)

Visto

Primeiro, você precisa tirar o visto de turismo para o Japão. A duração – 15, 30 ou 90 dias – será de acordo com o cronograma de sua viagem.

Solicitei o visto pelo Centro de Visto Japonês que facilita o processo para você e aqui conto o passo a passo!

Passagem aérea

Pesquisamos os preços de diversas companhias aéreas (o Skyscanner te ajuda nisto!). Os voos para o Japão pelos Estados Unidos e Canadá são mais baratos e curtos, mas é necessário ter visto para esses países. A Delta (americana) e a Air Canada (canadense) são duas das empresas que oferecem voos.

Outra opção é fazer escala na Europa, aumentando em algumas horas a viagem de avião e o valor da passagem. Você pode voar pela Lufthansa (alemã), Air France (francesa) e KLM (holandesa), por exemplo.

É possível ainda ir pelos Emirados Árabes Unidos. Escolhemos a Emirates Airlines (árabe) por recomendação de meu amigo. É boa, o porém é que indo/voltando direto, o tempo total de viagem chegou a 30 horas (!), o que é bem cansativo. Na ida, fizemos stopover em Dubai e ficamos lá dois dias (veja aqui como funciona!). A Etihad Airways e a Qatar Airways (ambas árabes) também oferecem o serviço.

Hospedagem

Hotéis são um pouco caros. Por isso, uma ótima alternativa são hostels, mas é preciso reservar com antecedência, porque lotam.

É importante dedicar um tempo pesquisando opções. Começo pelo Booking.com (no geral, a reserva é grátis, mas fique atento, porque existem exceções) e depois vejo o Hostelworld (em que há uma variedade grande de albergues). O bom é que os dois também têm aplicativo para iOS e Android.

Minhas melhores hospedagens no Japão foram:

Hiroshima – Hana Hostel (é uma rede com unidades também em Kyoto e Osaka)

Osaka – Hotel Raizan South (um misto de hotel com hostel, porque tem cozinha para os hóspedes)

Sapporo – International Hostel Khaosan Sapporo (também é uma rede que tem várias unidades no Japão, principalmente em Tokyo)

Naha – Sora House (hostel bem localizado)

Saiba mais sobre cada albergue neste post: Dicas de hostels onde se hospedar no Japão

Garanta a reserva de sua acomodação pelo Booking.com

Passe turístico de trem

Com o cronograma de viagem pronto, você provavelmente pensou em fazer trajetos em shinkansen (trem-bala). Cada trecho comprado avulso é bem caro e, por isso, ter o JR Rail Pass é ótimo!

JR Rail Pass Japao

Esta é a cara do JR Pass que usei para viajar pelo Japão de trem-bala (foto: Tatiana Maebuchi)

Esse passe dá direito a usar a rede da empresa JR no Japão (inclusive as linhas da região de Tokyo) durante 7, 14 ou 21 dias corridos – o período você pode escolher e o valor é de acordo com o número de dias. Na minha viagem, usei o de 21 dias que comprei no Centro de Visto Japonês. Aqui tem mais informações!

Dinheiro

Vale a pena levar uma boa quantia em dinheiro, se você sabe guardar e gastar bem – e se vai se sentir confortável, porque o Japão é um país bastante seguro. Como o iene é uma moeda mais estável que o dólar ou o euro, pesquise cotações em bancos e agências de turismo localizadas na Liberdade, como a Tunibra.

É bom ter também um cartão de crédito internacional, principalmente para compras de eletrônicos (e duty free). Quando estive no Japão, de dezembro a março, as lojas Yodobashi e Bic Camera – onde fiz boas compras – ofereceram 5% de desconto com pagamento no cartão de bandeira Visa. Outra grande vantagem é a isenção de imposto (tax free). Para eletrônicos e roupas, o valor mínimo por compra é de 10 mil ienes, cerca de R$ 250. Mas também é tranquilo usar cartão de crédito da bandeira Mastercard.

Cartões pré-pagos, como Visa Travel Money (que usei nos Estados Unidos, Espanha e Buenos Aires) e Cash Passport não oferecem recargas em ienes. A vantagem deste tipo de cartão é poder fazer saques – não consegui sacar dinheiro com o cartão da minha conta no banco e a taxa do cartão de crédito é muito alta.

moeda estrangeira cambio

– Para mais dicas de viagem, acesse aqui. 😉

Seguro viagem

Faça cotação em agências de turismo. Meus amigos e eu optamos pelo seguro oferecido pelo Centro de Visto Japonês, que era bem mais barato e tinha uma cobertura maior que outros que cotamos.

Se você tem cobertura pela bandeira do seu cartão de crédito e não vai fazer algum esporte radical, na verdade não precisa fazer um seguro viagem. Como fomos esquiar, achamos melhor ter para evitar preocupações!

Contrate seu seguro viagem com a Seguros Promo

Mala, remédios e outros itens importantes

Se você for viajar ao Japão no inverno e não tem roupas apropriadas (de marcas internacionais), recomendo comprar lá.

Já medicamentos para emergências é melhor comprar aqui. Aqui tem um post com detalhes do que levar na mala!

Veja aqui mais dicas do que levar na mala em uma viagem internacional!

chip internacional sim card

Confira também o vídeo (é só clicar para assistir!):

Facebook – blog321Viajando
Instagram – @321_viajando
Twitter – @321_Viajando
YouTube – 321Viajando

6 comentários sobre “7 coisas que é preciso fazer antes de viajar ao Japão

  1. Olá. Vou para o Japão agora em Março, e preciso saber se ter cartão de crédito internacional é necessário para tirar ou visto ou poder entrar no país quando eu chegar lá, ou se é algo opcional. E se for necessário, o limite do cartão precisa ser alto? O meu cartão, se for converter para dólar, tem limite baixo. Mas eu usaria em caso de emergência, pois vou levar o VTM. Muito obrigado!

    Curtir

    • Oi, Diego!
      Para viajar ao Japão não é obrigatório ter cartão de crédito, mas consegui descontos extras pelas bandeiras, além do tax free. Então é uma boa ter.
      Para tirar o visto, é importante comprovar que você ou seu pai/sua mãe tem dinheiro suficiente para sua viagem.

      Curtir

  2. Você comentou que comprou eletrônicos na Yodobashi e Bic Camera com o Tax Free. Você chegou a abrir os itens para utilizar na viagem ou precisou ficar com tudo lacrado até sair de lá? Teve encrenca na imigração no Brasil?
    Obrigada e parabéns pelo blog!

    Curtir

    • Oi, Carla!
      Lá no Japão, a cada compra que você faz com tax free, os vendedores grampeiam um comprovante no passaporte para o caso de declarar os bens dentro da cota de 500 dólares quando você voltar ao Brasil. Aí você precisa trazer tudo lacrado.
      Mas, se for de uso pessoal, ou seja, se você tirar da embalagem e já usar, não precisa declarar na alfândega brasileira.
      O que fiz foi exatamente isso: já algumas coisas e o resto trouxe sem embalagem. Até me pararam no corredor da alfândega no aeroporto de Guarulhos e me fizeram algumas perguntas, como para onde fui viajar, com que finalidade (turismo, neste caso) e quanto tempo fiquei lá (dois meses e meio). Não sei direito qual o critério eles usam para abordar ou não uma pessoa, mas um casal mais velho com muita bagagem (tinha umas cinco malas grandes) teve de abrir as malas.
      Mas, seguindo estas dicas, acredito que você não terá problemas! 😉

      Curtir

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s