5 perrengues de viagem – Espanha

Madri_PlazaMayor_Espanha

Um dos perrengues que passei em Madri foi porque o tempo nem sempre fica aberto assim (foto: Tatiana Maebuchi)

Como falei no primeiro post desta série, viagens são feitas também de perrengues. E, na primeira experiência viajando sola na Europa, passei por momentos bem inesperados em Madri e Barcelona, na Espanha.

Confira mais a seguir!

1. No dia em que cheguei à Espanha, passei por um experiência nada agradável. Me furtaram a carteira com dinheiro (ainda bem que tinha deixado o cartão pré-pago em outro lugar) e tive de registrar B.O. num posto policial.

Por conta disso, fiquei um pouco desanimada e perdi umas horas falando com o policial, cancelando cartão de crédito, avisando minha família. Conto mais sobre isso aqui no blog.

2. Lá na Espanha, no inverno, garoa. Um dia, já de noite, passei um pouco de frio, porque não levei nem comprei guarda-chuva. Já quando fiz bate-volta para Toledo, não tive escolha, estava chovendo mesmo e precisei comprar um.

3. Estava curiosa para conhecer o shopping La Gavia, louca para conhecer e fazer compras na Primark (aliás, ótima dica!, hehehe). Fui com minha amiga e não prestei super atenção. Daí, ela precisou ir embora mais cedo e, quando precisei voltar para casa (como fiz um curso de Espanhol, fiquei em casa de família), me perdi para chegar ao metrô. Como a região é residencial, estava meio deserto, mas consegui perguntar para um morador que apareceu. Ufa! hahaha

4. Tinha me planejado para viajar uns dias por Barcelona e iria de trem rápido, partindo de Madri. Já tinha comprado a passagem de ida e volta no Brasil (volta para Madri, porque de qualquer forma se fosse pegar avião direto de Barcelona, precisaria fazer escala na capital). Nas vésperas, percebi que tinha comprado errado. Isso porque meu voo de retorno ao Brasil era meia-noite e tanto, o que confunde um pouco.

» Confira dicas de atrações gratuitas em Barcelona!

Sorte que me toquei, mas gastei mais uns 100 euros para comprar a passagem certa e não consegui reembolso da que já tinha comprado, porque foi por uma agência (Atrápalo), não diretamente pela Renfe, a empresa de trens na Espanha.

Por isso, hoje em dia, uma das dicas que dou é prestar atenção na data e horário!

5. Em Barcelona, decidi pegar metrô até o hostel – assim como do aeroporto de Madri até a casa de família. Mas o detalhe é que na cidade, por estar na região da Catalúnia, o idioma oficial lá é o catalão. Você começa a ler e parece espanhol, mas depois parece uma mistura com francês e vira outra coisa. Aí, você entende só umas partes das informações.

Faça a reserva de sua acomodação em Barcelona pelo Booking.com

Pois é, e não tinha nenhum funcionário na estação e só dava pra comprar o passe na máquina. Outra coisa que não facilitou é o passo a passo e os flyers estarem todos em catalão. Apenas. Demorei meia hora (ou mais) pra entender (não sei como) e consegui comprar o passe certo para chegar ao albergue! Que bueno!

Leia mais relatos de viagem na série Diário de Bordo.😉

Facebook – blog321Viajando
Instagram – @321_viajando
Twitter – @321_Viajando
YouTube – 321Viajando

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s