Ásia,  Dicas,  Japão,  Passeios

Templo Kinkaku-ji é imperdível em Kyoto

Kinkakuji_PavilhaodeOuro_Kyoto_Japao
O Kinkaku-ji é ainda mais bonito refletido no lago (foto: Tatiana Maebuchi)

O Kinkaku-ji (Templo Dourado ou Pavilhão de Ouro) é uma atração imperdível em Kyoto. Assim como milhares de turistas que vão ao Japão, visitei e me apaixonei pelo impressionante templo e seus lindos jardins! Com certeza, vale incluir no roteiro de viagem!

Um dos mais notáveis templos de Kyoto, o Kinkaku-ji (金閣寺) foi construído no final do século XIV originalmente para o período de aposentadoria do imperador Ashikaga Yoshimitsu. Depois da morte de Yoshimitsu, em 1408, a construção foi transformada em um templo budista, pedido que deixou em seu testamento. O Kinkaku-ji serviu como inspiração para o Ginkaku-ji (Pavilhão Prateado), construído algumas décadas mais tarde pelo neto de Yoshimitsu, Ashikaga Yoshimasa.

» Veja quais cidades você deve conhecer no Japão!

O templo foi reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural e é um símbolo da cidade de Kyoto. Batizado com o nome de Rokuon-ji, foi alvo de incêndios de guerra e outras batalhas. Assim, o Kinkaku-ji foi restaurado em 1955 e com melhoras realizadas em 1987, quando a camada de ouro que cobre os dois pisos superiores foi substituída.

Kinkakuji_PavilhaodeOuro_fenix_Kyoto_Japao
Os andares superiores do Kinkaku-ji são revestidos de ouro (foto: Tatiana Maebuchi)

Além disso, o Kinkaku-ji mostra uma cultura que se desenvolveu nos círculos da aristocracia de Kyoto durante a época do imperador Yoshimitsu. Cada andar representa um estilo arquitetônico diferente.

320x100

O primeiro andar segue o estilo Shinden, usado em construções palaciais, e abriga estátuas do Shaka Buddha (buda histórico) e do próprio Yoshimitsu. No segundo, a arquitetura é no estilo Bukke, de residências samurais. Já o terceiro e mais alto andar tem o estilo de um hall zen chinês e uma fênix de ouro no topo.

» Descubra motivos para viajar ao Japão!

Do outro lado do lago estão os jardins do templo que preservam o design original nos 93 dos 132 mil metros quadrados ocupados. Há pedras de diferentes tamanhos e formas.

Outro espaço é a casa de chá Sekkatei, adicionada ao Kinkaku-ji posteriormente. Lá, o visitante tem a oportunidade de provar o chá verde e algum doce.

» Confira dicas rápidas e simples para planejar uma viagem ao Japão!

Fonte: site da JNTO – Japan National Tourism Organization e site japan-guide.com

Garanta a reserva de sua hospedagem no Japão pelo Booking.com

chip internacional sim card

moeda estrangeira cambio

Facebook – blog321Viajando
Instagram – @321_viajando
Twitter – @321_Viajando
YouTube – 321Viajando

Jornalista que ama viajar, provar sabores diferentes e aprender novos idiomas.

4 Comentários

  • tiomalevogia

    Excelente post , essa maravilhosa construção foi um dos lugares mais lindos q eu já visitei na minha vida !!!!
    Realmente, muito bem escrito e estimula a gente a voltar lá e quem ainda não conheceu a ter vontade de conhecer

      • Leticia

        Tatiana, muito legal o seu blog. Estou pegando dicas! E que lugares incríveis! Também amo viajar e próximo destino será Japão em fevereiro
        Qual mês você foi para lá?
        Porque estou pensando que só verei galhos secos nas árvores. rsrsrs

      • Tatiana Maebuchi

        Oi, Leticia!
        Obrigada! Espero que esteja te ajudando. 🙂
        É muito bom viajar, né?
        Fui na metade de dezembro e fiquei até começo de março. Em fevereiro, já começa a esquentar um pouco e talvez até você possa encontrar uma cerejeira ou outra florida, como foi no meu caso!

3, 2, 1... Comentar!

%d blogueiros gostam disto: