Haiku, o poema da literatura japonesa

Follow my blog with Bloglovin

O haiku é um poema curto de 17 sílabas, dividido em três versos, e a natureza é sua fonte de inspiração. Em português, pode ser chamado de haikai ou haicai. Para descobrir mais sobre esta tradicional arte japonesa, confira a história e curiosidades!

A origem do haiku

A forma clássica waka é um poema curto muito sofisticado e que segue a estrutura de contagem silábica 5-7-5-7-7. Existem 4.500 waka escritos pela corte imperial e pela aristocracia japonesa no livro Manyonshu – um dos mais importantes registros da literatura japonesa.

Derivado do waka, o renga era um estilo bastante comum na idade média japonesa (chusei). Apresenta a mesma forma do waka, com a mesma métrica, mas com uma diferença: os versos de 5-7-5 sílabas, a parte inicial do poema (kaminoku), eram recitados por um autor e a parte seguinte (shimonoku), correspondente aos versos de 7-7 sílabas, era escrita por outro. Esta divisão e complementação das partes do poema foi bastante difundida e apreciada entre os poetas japoneses.

» Descubra curiosidades sobre a língua japonesa!

Mais tarde, durante os séculos XV e XVI, o renga passou a ser conhecido como haikai no renga – atualmente chamado renku, os “haicais encadeados” em português. A primeira parte do renku, de 5-7-5 sílabas, existiu neste período de forma independente, dando origem ao haiku.

Poetas como Matsuo Bashô (1644-1694), Yosa Buson (1716-1784), Kobayashi Issa (1763-1828), Masaoka Shiki (1867-1902) contribuíram muito para o desenvolvimento e a ascensão do haiku no Japão.

Matsuo Bashô é um dos poetas mais renomados da literatura japonesa. Leia abaixo uma de suas composições!

春なれや名もなき山の朝霞
harunareya
na monakiyama
no asagasumi

Já é primavera –
Uma colina sem nome
Sob a névoa da manhã

Características

O haiku tornou-se o menor corpo poético na literatura mundial e é a forma tradicional poética da literatura japonesa mais reconhecida no mundo. Além das 17 sílabas, distribuídas em três versos (5-7-5), o haiku não tem rima nem título e em geral usa como tema a estação do ano (kigo). O kigo é uma palavra que representa uma das quatro estações – primavera, verão, outono e inverno.

A essência do haiku está em extrair significado de um evento corriqueiro na natureza e referir-se a este momento como se estivesse acontecendo agora.

» Leia mais sobre cultura japonesa aqui no blog!

Haiku no Brasil

Os imigrantes trouxeram esse tipo de poesia já na primeira leva que chegou ao país, em 1908. Mas, historicamente, o haiku só foi apresentado em 1919 por Afrânio Peixoto com a denominação de haicai, em português.

No começo, apenas os estudiosos conheciam o haicai. Já hoje vem sendo divulgado não só entre os poetas como também entre o público em geral. Além disso, existem diversos grupos formados por haicaístas no Brasil.

Fonte: livro Guia da Cultura Japonesa (Editora JBC) e pesquisa da Transversal – Revista em Tradução.

3, 2, 1… Viajando! na rede

YouTube – 321Viajando
Facebook – blog321Viajando
Instagram – @321_viajando
Twitter – @321_Viajando

2 comentários sobre “Haiku, o poema da literatura japonesa

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s