5 templos que você precisa conhecer no Japão

Kaminarimon Sensoji templo Tokyo Japao

O Kaminarimon encanta antes mesmo de se chegar ao templo (foto: Tatiana Maebuchi)

Visitar os templos no Japão é com certeza um dos passeios imperdíveis no país e que você precisa incluir no roteiro de viagem. E o blog traz uma lista desses locais sagrados e muito interessantes em Tokyo, Kyoto e Nara. Confira! 😉

Senso-ji (浅草寺)

O templo budista Senso-ji, fica no distrito de Asakusa, em Tokyo, e é o maior, mais antigo e popular do Japão.

Fundado no ano 645 a.C., é conhecido também por Templo Asakusa Kannon. O portão mais famoso é o Kaminarimon (“Portão do Trovão e do Raio”), facilmente reconhecido pela grande lanterna de papel. O Kaminarimon data do século X, apenas 300 anos depois da construção do templo, e tem uma altura de 11,7 metros.

Ao entrar pelo portão, você estará na rua turística Nakamise dori, com mais de 200 metros de extensão, onde são vendidas diversas lembrancinhas relacionadas ao Japão e também ao próprio templo.

Templo Meiji (明治神宮)

Meiji templo Tokyo Japao

O Templo Meiji fica um pouco escondido, mas vale a pena conhecer! (foto: Tatiana Maebuchi)

Conhecido também como Meiji Jingu, o templo xintoísta foi estabelecido em novembro de 1920 e conta com uma área interna de 700 mil metros quadrados.

O Tempo Meiji é uma homenagem ao imperador Meiji e sua esposa Shoken. Com a morte do casal – o imperador faleceu em 1912 e a imperatriz, em 1914 – a população tinha o desejo de celebrar suas virtudes (como o magokoro, “coração sincero”) e de venerá-los para sempre. Por isso, foram doadas 100 mil árvores de todo o Japão e outros países, que foram plantadas e cultivadas voluntariamente para construir a floresta.

Fica próximo à estação de trem Harajuku e à rua Takeshita dori, conhecida por contar com lojas de roupas e receber pessoas de cosplay (“costume play”, vestidas com fantasia de personagens), e anexo ao Parque Yoyogi.

Reserve sua hospedagem no Japão pelo Booking.com

Kinkaku-ji (金閣寺)

Kinkaku-ji templo de ouro dourado Kyoto Japão

O Kinkaku-ji serviu como inspiração para o Ginkaku-ji (foto: Tatiana Maebuchi)

O Kinkaku-ji (Templo Dourado ou Pavilhão de Ouro) é uma das principais atrações de Kyoto.

Fundada no final do século XIV, mais tarde a construção foi transformada em um templo budista. Os dois pisos superiores são cobertos por uma camada de ouro. É por isso que quando fica iluminado pelo sol impressiona por uma beleza única!

O templo, batizado com o nome de Rokuon-ji, tem ainda jardins e uma casa de chá. Foi restaurado em 1955 e melhoras foram realizadas em 1987.

Reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural, o Kinkaku-ji serviu como inspiração para o Ginkaku-ji (Pavilhão Prateado), construído algumas décadas depois.

» Confira quais locais considerados patrimônios da Unesco que você precisa conhecer no Japão!

Ginkaku-ji (銀閣寺)

Ginkakuji templo Kyoto Japao

O Ginkaku-ji, o jardim e as demais instalações (da esquerda para a direita) formam um espaço muito bonito (foto: Tatiana Maebuchi)

O Ginkaku-ji, o Pavilhão Prateado, é uma construção do final do século XV de uma área enorme (25 mil metros quadrados!) de jardins com plantas típicas. Também localiza-se em Kyoto.

Apesar do nome, o Ginkaku-ji não tem cobertura prata. Uma possível explicação é que o reflexo da luz da lua no interior escuro (no passado, coberto em verniz preto) dava uma aparência prateada.

O templo tornou-se um centro de cultura contemporânea, conhecida como a Cultura Higashiyama. As artes que se desenvolveram foram a cerimônia do chá, ikebana (arranjo de flores), teatro noh (um dos tipos clássicos do teatro japonês), jardinagem e arquitetura.

Foi uma das poucas construções na região do Kinkaku-ji que permaneceram intactas após diversos incêndios e terremotos que ocorreram nos séculos anteriores.

320x100

Todai-ji (東大寺)

Todaiji templo Nara Japao

O Todai-ji é um dos templos mais interessantes que conheci no Japão (foto: Tatiana Maebuchi)

O Todai-ji (“O Grande Templo do Leste Oriental”), em Nara, é conhecido por abrigar uma estátua gigante de Buda.

Construído em 752, era o centro de rituais de paz e prosperidade, além de ter funcionado como local de treinamento de monges que estudavam os princípios do budismo.

Como muitos templos e castelos, o Todai-ji foi alvo de incêndios, batalhas durante a guerra (foi coberto com um tecido de camuflagem para não ser bombardeado) e raios que destruíram sua arquitetura original. Na década de 1970, conseguiu-se a preservação de todas as estruturas do templo.

O templo fica ao lado do Parque de Nara, onde muitos e muitos veados – filhotes e adultos – circulam atrás de um petisco e/ou turistas que querem alimentá-los, basta comprar um pacotinho de comida específica para os animaizinhos.

» Saiba quais cidades japonesas são imperdíveis em seu roteiro de viagem!

Com informações dos sites dos próprios templos e japan-guide.comJapan Visitor e Japan National Tourism Organization.

Garanta a reserva de sua hospedagem no Japão pelo Booking.com

chip internacional sim card

moeda estrangeira cambio

Facebook – blog321Viajando
Instagram – @321_viajando
Twitter – @321_Viajando
YouTube – 321Viajando

8 comentários sobre “5 templos que você precisa conhecer no Japão

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s